segunda-feira, 1 de junho de 2009

O Relógio



(Khawajah Nasr Al-Din)
Turquia

O mundo é, para cada um, de uma cor, depende da maneira como o vemos! Na visão do otimista, um infortúnio se transforma num recomeço, na do pessimista, no fim.
No conto O Relógio, percebemos isto claramente. Ele traz a mensagem de que devemos olhar para o mundo com praticidade, problematizar menos e criar mais soluções. Também, e não menos importante, que devemos saber pedir, pois quando ao Mullá fora solicitada uma providência para solucionar o defeito do relógio, a este fora sugerida “qualquer” providência, e isto foi feito, entretanto, não agradou ao solicitante.
Devemos saber escolher bem as palavras que usamos.

Um comentário:

  1. Magnífico trabalho.
    FOI DESSE JEITO QUE EU OUVI DIZER...
    Saudações Florestais !

    ResponderExcluir